Instituto de Saúde

A A A Tamanho do texto

Semanário COVID-19 - 11 de setembro

 

11 de setembro de 2020 

 

 

O Instituto de Saúde divulga semanalmente nesta página os principais avanços da ciência e das políticas públicas mundiais para o conhecimento sobre o novo coronavírus SARS-CoV-2 e para o atendimento de saúde da população atingida pela COVID-19. 
 
Clique nos títulos para ler os conteúdos: 

 

Acordo entre Fiocruz e AstraZeneca que garante doses da "vacina de Oxford" vai continuar 

Um dia após o laboratório AstraZeneca anunciar a suspensão dos estudo clínicos de fase 3 da vacina produzida junto com a Universidade de Oxford, o Ministério da Saúde declarou que o contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o laboratório, feito para balizar a encomenda de doses do imunizante e também a transferência de tecnologia do imunizante, não sofrerá qualquer alteração. 

 

Risco de COVID-19 grave é alto para obesos a despeito de idade, sexo, etnia e doenças associadas 

A probabilidade de uma pessoa obesa desenvolver a forma grave da COVID-19 é alta independentemente da idade, do sexo, da etnia e da existência de comorbidades como diabetes, hipertensão, doença cardíaca ou pulmonar, afirmaram pesquisadores brasileiros em artigo publicado na revista Obesity Research & Clinical Practice. 

 O artigo de revisão sistemática da literatura científica com meta-análise incluiu dados de nove estudos clínicos, que juntos relatam a evolução de 6.577 pacientes infectados pelo SARS-CoV-2 em cinco países. Os autores concluíram que a obesidade em si é um fator que favorece a progressão rápida da doença e aumenta significativamente o risco de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e morte.  

 

A pandemia de COVID-19 para além das Ciências da Saúde: reflexões sobre sua determinação social 

O artigo faz uma reflexão teórica sobre os fundamentos histórico-sociais da pandemia de COVID-19. A partir da matriz teórica materialista histórica, evoca-se as categorias da “mundialização do capital”, “capital-imperialismo”, “compressão espaço-tempo” e “crise estrutural do capital” traçando um percurso que ultrapassa os limites das Ciências da Saúde, a fim de entender a saúde global, da qual a pandemia de COVID-19 é expressão. Demonstra que há elementos típicos da atual fase do capitalismo contemporâneo que se tornaram universais, unificando o processo de determinação social da saúde. 

 

Pharmacologic Treatments for Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) 

Nenhuma terapia para o SARS-CoV-2 é comprovadamente efetiva. A expansão veloz do conhecimento sobre esse vírus visa diversas drogas potenciais. A mais promissora é o remdesivir, que possui uma potente atividade in vitro contra o vírus, mas ainda não foi aprovado pela FDA americana. Oseltamivir não demonstrou eficácia e os corticosteróides não são ainda recomendados. A atual evidência clínica não recomenda a suspensão dos inibidores das enzimas conversoras de angiotensina ou dos bloqueadores de recepção de angiotensina em pacientes com COVID-19. 

 

Vol.25 N.9 - COVID-19 abalou o sistema social, individual, econômico e de saúde  

Último número da revista científica da Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco, dedicado à análise dos efeitos sócio-econômicos da COVID-19. Os artigos ajudam a entender a situação e localizar os espaços e grupos mais vulneráveis, os comportamentos que predominam neste momento - como violência, isolamento, crenças, valores, sentimentos, emoções e fake news -, as políticas de saúde e as condições de trabalho dos profissionais de saúde do SUS. 

 

Covid-19: Especialista do IFF/Fiocruz orienta sobre o uso de máscaras em crianças 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância publicaram orientações sobre a temática e afirmaram que são necessários mais estudos prospectivos sobre o uso de máscaras em crianças e o papel dos jovens na transmissão do Sars-CoV-2.  

A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), da Academia Americana de Pediatria (AAP) e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) é que crianças menores de 2 anos não usem máscaras, pois existe o risco de sufocação. A pediatra e infectologista do Ambulatório de Crianças e Adolescentes do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), Alessandra Marins Pala, orienta pais e responsáveis sobre os riscos e benefícios da utilização das máscaras nos menores de cinco anos. 

 

Seminário aborda condições de vida dos cuidadores de idosos na pandemia 

Nesta sexta-feira, 11/9, às 15h, o seminário 'Condições de vida das pessoas cuidadoras de idosos na pandemia: cuidando de quem cuida' irá discutir os primeiros resultados da I Pesquisa Nacional sobre as Condições de Trabalho e Saúde de Cuidadores de Pessoa Idosa no Contexto da Pandemia, coordenada por Daniel Groisman, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, e Dalia Romero, pesquisadora do Icict/Fiocruz, coordenadora do Sistema de Indicadores de Saúde e Acompanhamento de Políticas do Idoso (Sisap-Idoso).  

 

Unicamp e MPT fazem testes em massa de entregadores na região de São João da Boa Vista 

A partir desta terça-feira (8), a Universidade Estadual de Campinas e o Ministério Público do Trabalho oferecem gratuitamente testes de COVID-19 do tipo RT-PCR aos coletores e entregadores de mercadorias, inclusive aqueles que prestam serviços para plataformas digitais, nas cidades de Aguaí, Águas da Prata, Divinolândia, Itobi, Mococa, São Sebastião da Grama e Vargem Grande do Sul. 

 

Núcleo de Comunicação Técnico-Científica 

Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado