Instituto de Saúde

A A A Tamanho do texto

Nova pesquisadora integra o Núcleo de Análise e Projetos de Avaliação de Tecnologias de Saúde do Instituto de Saúde

 

18 de novembro de 2020 

 

O Núcleo de Análise e Projetos de Avaliação de Tecnologias de Saúde do Instituto de Saúde acaba de receber uma nova luz. A partir de agora, a sorocabana de origem grega Fotini Santos Toscas – cujo nome, derivado do grego phóton, significa “luz” - retorna do Ministério da Saúde, em Brasília, onde atuou por dez anos como consultora em desenvolvimento tecnológico em saúde, para fazer parte da equipe de pesquisadores do núcleo. 

 

Fotini iniciou seus estudos de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) em 2011, com foco nas rotinas de gestão de tecnologias, especialmente na criação e atualização da Relação Nacional de Equipamentos e Materiais Permanentes financiáveis pelo SUS. “Foi aí que eu me apaixonei pela avaliação de tecnologias e decidi seguir a carreira”, declara ela.  As atribuições previstas no concurso de Pesquisador Científico, Núcleo de Análise e Projetos de Avaliação de Tecnologias de Saúde, que concentram suas principais atividades e focos de interesse, foram o motivo que faltava para que ela pudesse retornar ao convívio da família em Sorocaba, ao menos nos finais de semana. “Sou ávida por estudos de ATS como subsídios para tomada de decisão. Atuar no Instituto é uma grande oportunidade para a produção e disseminação de conhecimentos científicos como ferramenta de apoio à gestão”, afirma Fotini, revelando todo o entusiasmo que traz para o Instituto.  
 
 

Nos últimos anos ela vem se dedicando aos estudos de avaliação das tecnologias digitais, também apelidada de Saúde 4.0, na perspectiva do empoderamento do paciente e sustentabilidade dos sistemas de saúde. “Diversas tecnologias não foram desenvolvidas para a aplicação em saúde, como as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), mas podem oferecer aos pacientes acesso às próprias informações de saúde em todos os níveis de atenção, primária, especializada e hospitalar”, observa. 

 

“Algumas tecnologias promissoras nos conceitos de Saúde Digital, como as tecnologias tridimensionais físicas e virtuais, por meio da manufatura aditiva, como a impressão de próteses 3D e o escaneamento tridimensional para planejamento cirúrgico, permitem conhecer antecipadamente as condições de uma intervenção cirúrgica de alta complexidade”, antecipa Fotini. Além do potencial da interoperabilidade, conectividade e integração dos sistemas de gestão para ganho de produtividade e eficiência de recursos, como ela prevê. “Hoje é impossível falar em saúde sem tecnologia embutida”, ilumina a nova pesquisadora do Instituto. 

 

Seja bem vinda, Fotini! 

 

Currículo Breve

 

Atividades Desenvolvidas:

Análise técnica das propostas de projetos de investimentos em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) em dispositivos médicos.

Participação na elaboração, acompanhamento e avaliação de editais nacionais de fomento para o desenvolvimento e inovação no campo de dispositivos médicos.

Elaboração de relatório com estudos de avaliação de tecnologias, dispositivos médicos, para incorporação no SUS.

Participação nas avaliações e estudos técnicos setoriais de dispositivos médicos. Participação como consultora ad hoc nas comissões avaliadoras de projetos de PD&I de dispositivos médicos.

Apoio na realização de estudos de pós-mercado e pós-incorporação dos equipamentos médico-assistenciais.

Levantamento e pesquisas exploratórias nos sistemas informatizados do Ministério da Saúde para mapear a oferta dos equipamentos médico-assistenciais.

Participação nas dinâmicas de estudos de dispositivos médicos em todo o ciclo de vida tecnológico.

Apoio nas atividades para mapeamento de fornecedores, desenvolvimento e inovação, escalada produtiva e aquisição de ventiladores pulmonares para atender a urgente demanda assistencial.

Elaboração de subsídios técnicos, sanitários e operacionais para apoiar os processos de doações internacionais de ventiladores pulmonares.

Elaboração de avaliação comparativa de especificações técnicas de ventiladores pulmonares em consonância com as recomendações da OMS e da AMIB, além das adequações de semântica e padronização de terminologias estabelecidas pela ISO.

Participação na organização e acompanhamento técnico na iniciativa +Manutenção de Ventiladores Pulmonares.

 

Atuou como assessora da Direção do extinto DECIIS–SCTIE, assessorando diretamente nas competências para a formulação de programas e ações para induzir o desenvolvimento tecnológico, transferência de tecnologia, produção e inovação em insumos estratégicos.

Participou das ações de execução do Plano de Expansão da Radioterapia do SUS, do Programa de Fomento ao Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (PROCIS), nas Parcerias para Desenvolvimento Produtivo (PDP) e nas elaborações de lista de produtos estratégicos, no âmbito de dispositivos médicos. Participou como organizadora e revisora dos livros publicados do Complexo Industrial da Saúde: i) Avanços e Desafios no Complexo Industrial da Saúde em Produtos para Saúde; II) Avanços, Desafios e Oportunidades no Complexo Industrial da Saúde em Serviços Tecnológicos, tendo participado também como autora de capítulos. 

Participou de grupos de trabalho para revisão da tabela de procedimentos de órteses, próteses e materiais especiais do SUS.

 

Atuou como analista técnica especializada em avaliação de projetos de investimentos para infraestrutura do parque tecnológico do SUS e na criação e implementação das rotinas do SIGEM – Sistema de Gerenciamento dos Equipamentos e materiais permanentes financiáveis pelo SUS. Participou da criação e atualização da RENEM – Relação Nacional de Equipamentos e materiais permanentes financiáveis pelo SUS quanto à configuração permitida e não permitida, especificação e preço sugerido, nomenclatura, aplicabilidade, definição, classificação, sinônimos, desmembramentos por tecnologias e precificações distintas.

Participou da elaboração e aplicação de rotinas para análise de Incorporação de novas tecnologias e desincorporação de equipamentos médico-hospitalares de apoio e infraestrutura na RENEM.

Participou das atividades para elaboração, acompanhamento de pesquisa mercadológica, pesquisa em bibliografia técnica especializada para subsidiar análise de propostas do Ministério da Saúde nas modalidades: convênios, termos de execução descentralizada e portaria Fundo a Fundo.

Colaborou na elaboração e revisão do Glossário Temático do Sistema de Apoio à Elaboração de Projetos de Investimentos em Saúde (SomaSUS) no projeto de terminologia da Saúde.

Participou da implementação e institucionalização do Programa de Cooperação Técnica (PROCOT) do Ministério da Saúde, para atualização tecnológica médico-hospitalar. 

 

Currículo Lattes

http://lattes.cnpq.br/7159843552929467 

Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado