SUCEN - Superintendência de Controle de Endemias

A A A Tamanho do texto

Laboratório de Entomologia Médica

Apresentação

O Laboratório de Entomologia Médica da Coordenação dos Laboratórios de Referência e Desenvolvimento Científico (CLRDC) está localizado na sede da SUCEN em São Paulo, Capital, e iniciou suas atividades em 1985 como a referência institucional para identificação de mosquitos (Culicidae) de importância médica, contando inclusive com coleção para depósito de exemplares .

• Atribuições do Laboratório de Entomologia Médica

° Pesquisa básica em ecologia e biologia de mosquitos para subsidiar os programas de controle de doenças transmitidas por vetores no Estado de São Paulo;
° Formação de técnicos em atividades de identificação e outras práticas laboratoriais e de campo, com estágios destinados principalmente às instituições de pesquisa estaduais e secretarias municipais;
° Identificação de culicídeos de interesse médico, atendendo a população em geral, à própria instituição e outras instituições públicas ou privadas, de acordo com o
procedimento de envio;
° monitoramento de mosquitos vetores, em colaboração com empresas públicas executoras de atividades impactantes no ambiente, para verificar mudanças na estrutura e na distribuição das populações de mosquitos vetores
(relatórios de monitoramento).

 

• Linha de pesquisa

Biologia, ecologia e capacidade vetorial de mosquitos das tribos Anophelini, Aedini e Culicini de áreas modificadas e silvestres.

° Tópicos atuais de pesquisa

- Caracterizar a atividade sazonal de espécies de importância médica em determinados habitats.
- Descrever o padrão sazonal de atividade hematofágica, os fatores físico-climáticos envolvidos, a fisionomia paisagística, distribuição de criadouros.
- Conhecer períodos de maior abundância e de potencial contato homem-vetor.

° Projetos

“Dispersão de An. albitarsis s.l. e An. triannulatus s.l. e outros culicíneos em área de pastagem e fragmento de mata” (proc. SUCEN-CESP 2000/1324);

“Aspectos ecológicos de mosquitos (Diptera: Culicidae) presentes em reservas de mata e na área urbana do município de São José do Rio Preto, São Paulo, visando a vigilância da Febre do Nilo Ocidental.” (proc. FAPESP 2006/00360-3);

“Malária autóctone em área de Mata Atlêntica no Estado de São Paulo: caracterização e subsídios para seu controle” (proc. FAPESP 2003/06420-0).

Equipe do Laboratório

Responsável: Dra. Rosa Maria Tubaki | Bióloga - Pesquisador Científico V
E-mail: mailto:tubaki@sucen.sp.gov.br; mailto:tubaki.rm@gmail.com

Dr. Luis Filipe Mucci | Biólogo - Pesquisador Científico I
E-mail: mailto:lfmucci@gmail.com | Dra. Regiane Maria Tironi de Menezes

Bióloga - Pesquisador Científico III
E-mail: mailto:regiane@sucen.sp.gov.br; mailto:rmtironi@gmail.com

Danilo de Oliveira Carvalho (Biólogo - Estágiario, aprimorando FUNDAP)
Caroline Perez Ghirardelli (Bióloga - Estagiário, aprimorando FUNDAP)

Foto equipe laboratório 

                                                                  Foto: equipe do laboratório

 

Infra-estrutura e Equipamentos

As atividades de coleta de mosquitos em campo e sua identificação em laboratório representam a base do desenvolvimento das linhas de pesquisa do Laboratório de Entomologia Médica, bem como do atendimento às demais atribuições.

Em relação ao material utilizado em campo o laboratório detém uma série de tipos de armadilhas, cada qual adequada à captura de diferentes grupos taxonômicos ou à captura de exemplares de acordo com diferentes aspectos da biologia e ecologia, sendo: armadilhas de Shannon, armadilhas luminosas do tipo CDC, aspiradores de sucção (Capturador de Castro) ou elétricos de diferentes dimensões (aspirador de Nasci e Tubular-15 cm) e puças.

 

ent2
Foto: CDC (Center for Disease Control)- armadilha automática com luz e CO 2 para coleta de mosquitos de hábito noturno.
ent3
Foto: CDC (Center for Disease Control)- armadilha automática com luz e CO 2 para coleta de mosquitos de hábito noturno.

Referente à infra-estrutura laboratorial, o LEM dispõe de estufa para secagem de lâminas de imaturos e genitálias, microscópios estereoscópicos e bacteriológicos e armários para acomodação da coleção entomológica.

A coleção entomológica reúne exemplares com procedência desde o Serviço Profilaxia da Malária até os dias atuais, provenientes em sua maioria de projetos de pesquisa executados em áreas de implantação de hidrelétricas a partir de 1985.

 

ent4
Foto: Vista parcial do laboratório de Entomologia Médica.

ent5

Foto: Microscópio bacteriológico para atividades didática de identificação de mosquitos de interesse médico.

 

ent6
Foto: Vista parcial de coleção entomológica de mosquitos de interesse médico.

ent7 

Foto: Gaveta com material de mosquitos adultos preservados de áreas de programas de monitoramento entomológico do Estado de São Paulo

ent8

Foto: Vista de caixa com espécimes preservados da coleção

ent9
Foto: Espécime de culicídeo montado com etiqueta de procedência e outras informações

 

• Produção Técnica e Científica

°

Artigos

  • Urbinatti PR, Menezes RMT & Natal D. 2007. Sazonalidade de Aedes albopictus em área protegida na cidade de São Paulo, Brasil. Rev Saude Publ, 41:478-81.
  • Camargo-Neves VLF, Polleto DW, Rodas LAC, Pachioli ML, Cardoso RP, Scandar SAS, Sampaio SMP, Koyanaghi PH, Botti MV, Mucci LF, Gomes AC. 2005. Entomological investigation of a sylvatic yellow fever area in São Paulo, State, Brazil. Cadernos de Saúde Pública , Brasil, 21 (4): 1290-1298.
  • Tubaki RM, Menezes RMT, Junior RCP, Bergo ES. 2004. Studies on entomological monitoring: mosquito species frequency in riverine habitats of the Igarapava Dam, Southern region, Brazil. Rev Inst de Med topical S Paulo 46: 223-229.
  • Rocco, IM, Katz, G; Tubaki RM, Suzuki A, Coimbra, TML, Pereira LE, Ferreira IB, Santos CLS, Chamelet ELB, Junior RCP. 2003. Febre amarela silvestre no estado de São Paulo, Brasil: casos autóctones. Rev Inst Adolfo Lutz , 62: 201-206.
  • Bitencourt MD & Mucci LF. 1999. Imagens de satélite/SIG e o risco de transmissão de malária na U.H.E. de Porto Primavera-SP. [Disponível em http://www.cpa.unicamp.br/cigv1n3a3.html]. Campinas-SP.
  • Tubaki RM, Hashimoto S, Domingos MF, Berenstein S. 1999. Abundance and frequency of culicids, emphasizing anophelines (Diptera, Culicidae) at Taquaruçu dam in the Parapanema basin, southern Brazil. Rev Bras de entomol, 43: 173-184.
  • Dutra AP, Natal D, Tubaki RM, Barata JMS, Menezes RMT, Urbinatti PR, Costa AIP. 1996. Mosquitos (Diptera, Culicidae) da Reserva Estadual Pedro de Toledo (Juquitiba, SP, Brasil). Revista Brasileira de Entomologia, São Paulo, v. 40, n. 3-4, p. 375-378.
  • Silva A & Menezes RMT. 1996. Encontro de Aedes scapularis (Diptera, Culicidae) em criadouro artificial em localidade da Região Sul do Brasil. Ver. Saúde Pública, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 103-104.

° Capítulos de livros

  • Natal D, Menezes RMT, Mucci JLN. 2004. Fundamentos de Ecologia Humana. In: Phillipi-Júnior A. (Org.). 2004. Saneamento, saúde e ambiente: fundamentos para um desenvolvimento sustentável. São Paulo: Editora Manole LTDA, p. 57-86.
  • Tubaki, RM. 1999. Nomenclatura Zoológica. In : Benjamin Cimerman; Sérgio Cimerman. (Org.). 1999. Parasitologia humana e seus fundamentos gerais. São Paulo: Editora Atheneu, p. 1-375.

° Teses e Dissertações

  • Menezes RMT. 2002. Aspectos bioecológicos de Culex quinquefasciatus e Ochlerotatus scapularis abrigados em habitats do Parque Ecológico do Tietê na cidade de São Paulo, SP. Tese de Doutorado, Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. São Paulo. p. 82.
  • Tubaki RM. 2000. Risco de contato entre a população rural e a população anofelina em mata residual no planalto oeste do Estado de São Paulo. Tese de Doutorado, Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. São Paulo. p. 86.
  • Mucci, LF. 1999. Modelagem espacial do risco epidemiológico para malária em porção paulista da zona de influência do reservatório de Porto Primavera. Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. São Paulo. p. 108.
  • Menezes RMT. 1997. Composição e atividade de mosquitos (Diptera, Culicidae) da área de influência indireta das hidrelétricas de Canoas I e II. Bacia do Rio Paranapanema-PR, de 1993 a 1995. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. São Paulo. p. 131.
  • Tubaki RM. 1994. Observações sobre o comportamento de culicídeos com ênfase em anofelinos (Diptera, Culicidae) em área endêmica de malária em Porto Velho, Rondônia. Dissertação de Mestrado, Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo. São Paulo. p. 56.

Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado