brasão governo do estado de são paulo

Em atendimento à legislação eleitoral (Lei nº 9.504/1997), os demais conteúdos desse site ficarão indisponíveis de 5 de julho de 2018 até o final da eleição estadual em São Paulo.

A A A Tamanho do texto

SP abre 7,5 mil postos de vacinação hoje, Dia D contra a gripe

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza hoje, 30 de abril, o “Dia D” da campanha de vacinação contra gripe. Desde as 8h, 7,5 mil postos de vacinação estão abertos em todo o Estado. Na capital, 671 unidades estarão disponíveis para a população, das quais 171 são postos volantes, criados exclusivamente para o “Dia D”.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo realiza hoje, 30 de abril, o “Dia D” da campanha de vacinação contra gripe. Desde as 8h, 7,5 mil postos de vacinação estão abertos em todo o Estado. Na capital, 671 unidades estarão disponíveis para a população, das quais 171 são postos volantes, criados exclusivamente para o “Dia D”.

Na estação Clínicas do metrô, profissionais do hospital estadual Emílio Ribas programaram plantão para imunizar os idosos, gestantes e crianças a partir dos seis meses e menores de dois anos de idade. Também há vacinação em escolas, supermercados e shoppings, entre outros locais.

A Secretaria pretende imunizar 5,5 milhões de paulistas contra a gripe nesta campanha. O número corresponde à meta de 80% dos 6,8 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo da imunização no Estado. Além de idosos, gestantes e crianças pequenas, também devem ser imunizados os indígenas e profissionais da área da saúde. Os postos irão vacinar até as 17h.

As doses da campanha sazonal também irão imunizar a população contra a gripe A H1N1, tipo que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009. Pela primeira vez, parte das doses de vacina contra a gripe foram produzidas integralmente no país, pelo Instituto Butantan, órgão da pasta.

“A vacina contra a gripe é muito importante para proteger as pessoas, especialmente as mais suscetíveis a infecções, de complicações respiratórias. Por isso esperamos que os paulistas aproveitem o sábado para comparecer aos postos de saúde”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Giovanni Guido Cerri.